A Defensoria Pública do Estado do Amazonas, no dever das suas missões constitucionais, vem a público reiterar a confiança no trabalho desempenhado por seus membros, nas mais diversas áreas, na capital e no interior do Estado, sobretudo aqueles que se dedicam, nesse momento, a atuar na linha de frente para contribuir com a missão de preservar vidas, ante a crise que vivenciamos.

Nesse sentido, vale destacar que no interior do Amazonas, cuja dificuldade de logística é, atualmente, de conhecimento nacional, a Defensoria dispõe de um quadro de defensoras e defensores abnegados, que durante todo o período pandêmico, portanto há 10 meses, vêm lutando diuturnamente e presencialmente, de forma sistemática, para proteger cidadãos e cidadãs, cobrar providências do poder público e acionar o Poder Judiciário sempre que se faz necessário – o que já ocorreu inúmeras vezes.

É público e notório que o trabalho desempenhado pela Defensoria em Manaus e nos polos do Médio Amazonas, Baixo Amazonas, Madeira, Médio Solimões, Alto Solimões, Maués e Coari, vem contribuindo de forma efetiva para transformar a vida de milhares de pessoas e, em se tratando da busca por atendimento de saúde, amparar pacientes que clamam por socorro.

É destaque na mídia local e nacional, aliás, o resultado das ações desempenhadas pelos membros da instituição, que resultaram na transferência de pacientes do interior para Manaus e outros estados, na garantia de oxigênio, além da fiscalização constante nos municípios alcançados pela Defensoria para que o atendimento à saúde seja garantido a todos os que necessitam, como preconiza a Constituição Federal.

Assim, em favor da população, a Defensoria garante que seguirá lutando para cumprir com a sua missão, ainda que para isso precise cobrar as autoridades públicas, especialmente nesse momento, quando temos um único objetivo: salvar vidas.

Categorias: NOTAS